fbpx

Reducão de turnover no varejo: como diminuir o turnover de vendedores

Diversas são as empresas que buscam a redução de turnover, especialmente por prejudicar muito sua atividade. Mas nem por isso somente o departamento de gestão de pessoas — o antigo Recursos Humanos — que se preocupa com esse índice. O cálculo é feito pela alta cúpula de toda grande empresa, principalmente para reduzir a rotatividade. 

Por trazer diversos riscos à empresa como um todo, este é um dos principais índices analisados na atualidade. Vários são os estudos na área e as teorias para novos moldes. Ainda assim, a entrada da geração Y no mercado de trabalho trouxe novas percepções sobre o turnover. 

E perda de grandes talentos, aliada aos altos gastos em contratações e treinamentos, faz com que esse seja o assunto do momento. Mas, afinal, como fazer a redução do turnover em uma empresa? 

 

A redução do turnover

Acabar com a rotatividade de colaboradores dentro de uma empresa é um dos principais objetivos do RH. Para ocorrer a redução do turnover, entretanto, é preciso entender, primeiro, suas causas. Uma simples pesquisa pode já dar resultados, e trabalhar sobre essas falhas é a principal forma de reduzir o índice. 

 

O que é turnover

Antes de se aprofundar na redução de turnover, se faz necessário explicar, mais afundo, a que se refere esse termo. Basicamente, o turnover é um cálculo feito para determinar a rotatividade dos funcionários. 

Sendo assim, este é um índice que tem como objetivo calcular a quantidade de profissionais que deixam a empresa em determinado período. Este é um dos principais indicadores utilizados hoje em dia, o que faz com que seus resultados sejam muito importantes. 

Dentro deste contexto, há ainda a existência de dois tipos de turnover. O primeiro caso é o do turnover voluntário, aquele em que o colaborador pede para sair. Nessa situação, é preciso entender os motivos da saída do profissional. 

Já o segundo tipo é o turnover involuntário, sendo esse aquele em que a empresa decide pela saída. Aqui, a grande problemática está nos custos de todo o processo, considerando a demissão e a busca por um novo profissional. 

 

Como calcular o turnover

turnover gestão de pessoas

Duas são as principais dúvidas a respeito da redução de turnover. A primeira diz respeito ao cálculo do índice e como fazê-lo. A segunda, como consequência, visa descobrir a taxa ideal para esse indicador. 

Começando pela primeira questão, o cálculo de turnover é bastante simples de ser feito. Para isso, é preciso, antes de tudo, definir o período que se quer analisar. Em seguida, deve-se resgatar o número de funcionários e o de demissões durante
esses meses. Para finalizar, multiplique o valor por 100. 

Supõe-se que o período seja o ano de 2019. Nos 12 meses do ano, determinada empresa teve 500 funcionários, e o número de demissões foi de 70 colaboradores. Divide-se então o segundo pelo primeiro, multiplica-se por 100 e aparece o valor de 14%. 

Turnover (%) = Demissões / Total de funcionários x 100

Turnover (%) = 70 / 500 x 100 = 14%

Sobre o índice ideal do indicador, não existe um valor fixo aceito por todos. Ainda assim, valores entre 5% e 10% são considerados aceitáveis no mercado. Qualquer número acima disso deve ser visto como um sinal de alerta. 

 

As causas do turnover

redução de turnover

Para estancar esse problema de sua empresa, a primeira coisa a se analisar são as causas do turnover. Como explicado acima, há dois tipos de demissão, a voluntária e a involuntária, e cada uma traz suas motivações. 

No caso do turnover voluntário, diversas são as causas que podem levar o colaborador a sair. Entre as mais comuns, encontram-se: 

  • Salários abaixo do mercado
  • Melhores propostas da concorrência
  • Cultura organizacional tóxica
  • Horas extras
  • Comunicação interna falha
  • Liderança falha
  • Falta de plano de carreira

Cada uma dessas motivações tem sua importância, e muitas vezes mais de uma encoraja o funcionário a tomar tal decisão. Faz-se preciso então analisar se, de fato, as queixas do colaborador estão corretas e, se sim, sanar o problema. 

Quando a situação é inversa, e o turnover se dá de forma involuntária, os motivos também mudam. Ainda assim, é possível que haja causas semelhantes em ambos os casos. São exemplos dessas situações: 

  • Adaptação do funcionário à cultura da empresa
  • Falta de organização
  • Remanejamento de recursos
  • Liderança falha
  • Mudança de estratégia
  • Desempenho abaixo do esperado

Como é possível perceber, há situações em que a motivação diz respeito ao colaborador. Em outras, entretanto, são decisões ligadas à estratégia da empresa, e não ao desempenho do funcionário. 

 

As consequências do turnover

rotatividade de funcionários

Agora que você já sabe as opções que podem causar esse índice, é hora de entender as consequências do mesmo. Afinal, não é à toa que tantas empresas estão gastando milhões com a redução de turnover. 

A primeira consequência, claro, é a perda dos talentos da companhia para a concorrência. Querendo ou não, você está
treinando o funcionário para que seu concorrente o utilize quando estiver pronto. 

Outro ponto crítico neste tema está nos altos gastos com rescisões de contrato e novas contratações. Muitas vezes, empresas pagam para um colaborador sair, e ainda arcam com os custos de encontrar alguém para substituí-lo. 

Nessa situação se encontra outra consequência: a sobrecarga de trabalho para os que ficam. Ainda que você tenha um processo muito rápido e eficaz, é inevitável que, pelo menos por alguns dias, alguém não fique com trabalho acumulado. 

Por fim, todo o turnover — seja ele voluntário ou involuntário — gera algum desconforto na empresa. As pessoas falam, ficam em dúvida sobre seus futuros e temerosas quanto as suas posições. Ninguém quer isso, muito menos você. 

 

Como realizar a redução do turnover

redução de turnover

Antes de pensar na redução do turnover, é preciso entender que nem todos os casos possuem uma solução. Para isso, é necessário analisar as demissões que ocorreram durante determinado período. Casos como óbito ou doenças são desconsiderados para a análise. 

Nas situações restantes, você perceberá que muitas apresentam a mesma causa. Isso, obviamente, é um alerta a você e à companhia. Vocês estão perdendo muitos talentos por um mesmo problema. 

Identificada então a problemática, está na hora de trabalhar na solução. Lembrando que é importante considerar as causas apresentadas, mas também em possíveis novos problemas. Assim, os principais fatores para auxiliar na redução de turnover
são: 

  • Bons exemplos da liderança
  • Respeito no ambiente de trabalho
  • Pagamento em dia e salário competitivo
  • Benefícios de acordo com o mercado e as necessidades dos colaboradores
  • Incentivo a um plano de carreira dentro da companhia
  • Reconhecimento dos bons serviços prestados

Como já explicado, nem todas as soluções precisam ser aplicadas de uma só vez. Ainda assim, é interessante preencher o máximo dos itens acima, a fim de evitar problemas futuros. 

Por fim, também é preciso entender que o turnover tem uma solução simples, direta e extremamente eficaz: contratar corretamente

Muitas vezes as empresas, na pressa de preencher uma vaga, acabam pulando etapas, o que influencia na contratação. Por conta disso, são contratados profissionais que não se encaixam na cultura ou nas necessidades da companhia. Aqui está o
primeiro — e mais comum — erro quanto ao turnover. 

Já está sabendo tudo sobre redução de turnover? Então aproveite que está aqui e deixe suas dúvidas ou sugestões na caixa abaixo! Se estiver interessado em mais conteúdos sobre o mercado de varejo físico, siga-nos e acompanhe nossas atualizações no Facebook, Instagram e LinkedIn.